topbanner

We Are Skateboarders, Poweredge Mag Premiere

por Thronn texto e fotos

We are Skateboarders

Para aonde o Skateboard está indo?

O tão esperado documentário lotou de skatistas e admiradores no dia 15 de julho, uma bela quinta feira a The Venice United Methodist Church que está localizada no numero 1020 Victória Ave esquina com a Lincoln Blvd. em Venice Beach, Califórnia.

Ben Duffy e Curt Steverson

kkkkkk

Quando cheguei o circo já estava armado, churrasqueira assando a carne e acontecendo um campeonato de melhor manobra no estilo diversão. Após essa brincadeira fomos todos para dentro da igreja, a mais louca que já vi.

Tá lotado

Dentro dela se vê arte por milímetros quadrados. As paredes são enormes painéis de pinturas que vão do chão até o teto com várias obras de diferentes artistas.

hhhhhhhh

Lance Mountain, Flip

O público vindo de várias partes de Los Angeles ocupou rapidamente todos os assentos para assistir o vídeo ‘’We are Skateboarders’’. A presença das crianças era facilmente notada pelo barulho que elas faziam, compareceram crianças de todas as idades.

Mike York

O documentário começa com Rob Dyrdek falando sobre a questão que nos assola há anos: O que o skateboard representa pra você? Alguns até tentaram dar uma resposta sensata e a questão foi sendo passada para vários tops do skateboard old school e também para os atuais skatistas. Nenhuma resposta foi absoluta.

Rob Dyrdek

Sessão suicida

Quem chegou mais perto foi Ben Schroeder que disse que “o skate é foda”. Questionaram muito para onde o skateboard está indo e variados pontos de vistas dos skatistas foram colocados. Para onde o skateboarding está indo? Skateboarding atualmente é 50 por cento de merda? O que consegue transmitir? Há mesmo alguma coisa de verdade que consegue transmitir atualmente?

Estilo

Todas essas questões e opiniões estão no filme que tem participação dos skatistas: Rob Dyrdek, Lance Mountain, Steve Caballero, Mike York, Mark Gonzales, Christian Hosoi, Cooper Wilt, Greg Lutzka, Jordan Hoffart, Dayne Brummet, Willy Santos, Ben Schroeder, Sean Sheffey, Jake Brown, Peter Smolik e muitos outros.

Duene Peters

Palavras do mestre Mark Gonzales

Com uma visão no passado não tão remoto o filme exalta os inovadores e talentosos skatistas como Mark Gonzales, Sean Sheffey e Rodney Mullen.

O filme gera muita polêmica e nos faz refletir com mais clareza esse momento, resgata uma discussão sobre os grandes eventos e rios de dinheiros que alguns estão ganhando vivendo como milionários e outros com talento mas sem uma oportunidade de comer uma fatia desse bolo. Alguns desses milionários vivem se vendendo a cada dia por mais dinheiro e pelo que se nota primeiro o dinheiro depois o skate, talvez.

O Ryan Sheckler foi atacado no filme por ter feito o comercial do perfume AXE sem camisa passando perfume dando um ollie por cima de um carrinho de golfe. No meio dessa crítica aparece a propaganda da Letícia descendo um corrimão de vestido vermelho.

O mais criticado no filme

Rios de dinheiro atravessam o skate nessa fase

No vídeo, Lance Mountain dono de uma das empresas que mais cresce no skate atualmente, a Flip, está sempre aparecendo e dando seu depoimento, já quando mostrou Bob Burnquist me pareceu que pintaram ele como um mercenário do skateboard.

Muitos skatistas criticaram também essa nova geração que vem com tudo e de outros países dominando a cena criada por eles (norte americanos) e nessa hora aparece fotos de um evento com o Rodolfo Ramos no pódio levantando um troféu na mão.

 A festa do skateboard continua

Skate Punk's not dead

O peso do movimento punk rock que foi absorvido pelo nosso estilo de vida do skateboard e Duane Peters está lá representando e questionando.

Eles comandam com groove

Toledo com estilo

Toledo com estilo no chaveco


O conteúdo é muito grande, acho que umas 2 horas de filme que não enjoam. Também vocês poderão ver a excelente reportagem sobre a origem do skate nos anos 50-60.

Super gata

Agora só elas dominam a festa

O seu inventor Larry Steverson foi um salva vidas da praia de Venice Beach e um dia observando a molecada com patinete teve a idéia de fazer um skateboard. Deu certo e estamos todos aqui curtindo e vivendo esse momento mundial. Ele também e dono da Poweredge Magazine que nasceu aqui entre Santa Monica e Venice Beach.

Pai de todos

Sem comentários pensem o que quiser

Brian Path

Levanta-se também a questão da importância de Venice Beach no cenário do skate dos primórdios até os dias de hoje.
Apos o vídeo uma energia muito positiva rolou na galera muitos abraços e comprimentos como se todos ali estivessem comemorando aniversário no mesmo dia.

Groove pesado

Elas comandam a festa

A festa continuou num bar na mesma avenida e fui conferir, afinal balada é comigo mesmo. Cheguei e avistei varias gatas fazendo performance sensual que era excitante de ver e no comando estava The Toledos com groove muito pesado que não deixou ninguém parado.

Peter Smolik e Ben Duffy .....

No bar conheci Peter Smolik que me perguntou se eu conhecia o Chorão do Charlie Brown Junior, achei muito interessante ele conhecer e até gostar.

Grandes amigos streeteiros purinhos Nissen, Ronin, Derek, Sol, Binho, Ben, Sebo, Zak, and CJ
3:05am

hum

Cuidado menina ja diria Napoleão hahaha

Os depoimentos dos skatistas você pode assistir nos links abaixo. Não sei dizer onde o vídeo está disponível.

Rob Dyrdek

DayneBrummet
http://www.youtube.com/watch?v=SIhbcb-sfj8&feature=player_embedded
Malcolm Watson

Willy Santos

Por esses links vocês conseguirão achar muito mais.

Ben Duffy, diretor, vídeomaker e editor do “We Are Skateboarders”.

Revisão de texto: Alberto Betão.

4 Responses to We Are Skateboarders, Poweredge Mag Premiere

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Widgetized Section

Go to Admin » appearance » Widgets » and move a widget into Advertise Widget Zone